PARANAGUÁ, SUPERAGUI E ILHA DO MEL

( aventura e diversão inesquecíveis )

 

A maior cidade do Lagamar é a velha e histórica Paranaguá, PR. situada junto a baía de mesmo nome. Saindo do porto Bacharel, no centro histórico de Cananéia, SP. a traineira #Mamjuba, chega ao rio Itiberé, em menos de 8 horas de viagem no centro de Paranaguá, PR, junto a pitoresca Ilha dos Valadares, uma atração à parte que merece ser visitada.

Com maré e vento favorável a viagem se torna mais rápida.

Passeio inesquecível que merece ser realizado por todos que admiram a Mata Atlântica, que gostam de navegar e apreciam a fauna e a flora do Lagamar. São inúmeras famílias de boto cinza que acompanham por longos trechos os barcos de pescadores artesanais e amadores e as canoas de caiçaras que vivem espalhados no meio dos manguezais e das florestas.

São incontáveis comunidades perdidas, onde três ou quatro famílias de moradores tradicionais vivem há várias gerações alheios ao que se passa no mundo. Sem comunicação por terra, permanecem isolados, na maior parte do tempo vendo a vida passar…

 

( Residencia de Caiçara tradicional dos manguesais do Lagamar. Guaraqueçaba, PR.)

Nos vilarejos maiores, onde famílias de pequenos agricultores e pescadores artesanais as habitam por séculos, dispõe de Capelas erguidas pelos párocos das cidades que as visitam regularmente e celebram a palavra de Cristo de modo simples, no ambiente folclórico de ingenuidade e mistério. Nessas beiras de praia, anualmente, os moradores organizam festas que comemoram o Santo padroeiro ou o início da pesca da tainha ou outro evento marcante.

São lugares ermos envolvidos na paz, com as casinhas humildes dispondo de energia elétrica captada pelas placas solares dispostas no teto e exibidas de modo a revelar poder econômico de quem as tem… muito interessante.

A noite, com a presença de visitantes, esses caiçaras promovem festas com grupos de fandangueiros que cantam e dançam sem exigir nenhuma paga, apenas pelo prazer da arte.

traineira #Manjuba oferece segurança durante todo o trajeto, navegando sempre por águas calmas, que não oferecem perigo dada a pequena largura dos diversos canais. Em razão da distancia, para melhor conforto dos passageiros, não é recomendável a lotação máxima, sendo sugestivo a viagem com dez ou doze passageiros.

O pitoresco do passeio é o constante e mesmo com chuva, tempo frio ou nublado, a viagem é singular. Nos dias bonitos, se torna indescritível pela beleza plástica dos canais, das ilhas, da paisagem como um todo.

Paranaguá dispõe de bons hotéis e ótimos restaurantes reconhecidos por oferecerem quitutes caiçaras e cobiçados pratos à base de frutos do mar, o que motiva a permanência na cidade mais de uma noite antes do retorno. Inclusive a singular viagem de trem para Curitiba, subindo a Serra da Graciosa e retornando de pela charmosa e florida estrada da Graciosa, contornando o pico Marumbi, o ponto mais alto do Paraná.

traineira #Manjuba, com segurança e conforto, a partir de Paranaguá, PR. também tem condições de esticar o passeio para Antonina, Morretes, Guaraqueçaba ou Ilha do Mel, PR. aumentando a dose de aventura pelos caminhos do Lagamar.

Conhecer Superagui, situada no município de Guaraqueçaba,pequena vila de pescadores artesanais, para maior segurança de navegação a sugestão é a partir da baia dos Pinheiros, mudar a rota e adentrar pelo canal que atravessa entre a ilha das Peças e a ilha artificial do Ararapira, sede do Parque Nacional de Superagui, PR. No trajeto, nas pequenas ilhas se encontram os berçários do Papagaio da Cara Roxa.

Superagui, PR nas proximidades da Ilha do Mel e da Ilha do Cardoso, abriga diversas praias, inclusive a Praia Deserta, com mais de 30 Km. de extensão.É uma ilha bem rústica com pousadas bem simples e alguns restaurantes.

Praia de Superagui,Guaraqueçaba, PR. Além da bicicleta, o único meio de locomoção é carroça e barco

Ao lado, a Ilha do Mel é mais sofisticada e também pode ser visitada pela Traineira #Manjuba.

Com quatro comunidades a ilha do Mel integra o Parque Estadual,dispõe de energia elétrica, posto de saúde, escola municipal, delegacia de polícia e outros equipamentos. São inúmeros os restaurantes, os bares e as pousadas. Entre as atrações, além das praias, destacam-se a visita ao forte, construído há mais de trezentos anos. Outras atrações são farol e a gruta existente na orla do Oceano Atlântico.

Superaguí, Guaraqueçaba, PR ao entardecer. O turista caminhando para da praia para o interior.

Navegando a partir de Paranaguá em direção à Cananéia a traineira # Manjuba, sempre através de águas calmas e pelo interior da Mata Atlântica serpenteia por inúmeros canais, furados, braços de mar, contorna ilhas e ilhotas e bancos de areia habitados por guarás, papaguaios, gaivotas, garças e infinidades de aves coloridas. Passa por vilarejos, com destaque por Guapicu; Vila Fátima; Tibicanga sempre acompanhado de botos cinzas. No trajeto casas de caiçaras perdidas no interior da floresta abrigam pescadores artesanais e agricultores que apenas plantam para a sobrevivencia. Nessas comunidades os empórios são diversificados o suficiente para serem ao mesmo tempo botecos, bares, restaurantes, postos de medicamentos e tudo que os turistas e os habitantes precisam para o dia a dia. O pitoresco é indiscritível.

A rota é inteiramente realizada pelo interior do Lagamar, à sombra da Mata Atlântica e ladeada por flora rasteira com mangue e arbustos salobros típicos da restinga. A fauna é bastante singular e diversificada despertando a curiosidade dos navegadores.

Vista parcial de Vila Fátima, Guaraqueçaba, PR. – Residências de moradores tradicionais

Em Paranaguá, além do terceiro maior porto do país, a cidade dispõe de equipado aquário público, bem estruturado e diversos museos, com destaque para o Histórico e de Antropologia. Mas quem visita a cidade deve passear pela ilha do Valadares, uma verdadeira cidade à parte.

Sem sombra de dúvida Paranaguá é considerada a mais importante do litoral do Paraná e de todo Lagamar, sendo a atração turística singular e centro de pesquisa científica da região, sediando cursos superiores e dispondo de atrativos para pesquisadores de todos os campos das ciencias.

Na foz do rio Itiberê, na ilha do Coatinga, um manguezal lodoso abriga uma tribo Guarani tradicional.

Enfim, a histórica Paranaguá, merece ser visitada pelos turistas e pesquisadores que navegam através da traineira # Manjuba pelos diversos Caminhos do Lagamar